Cuidados pós-Criofrequência: o que recomendar aos seus pacientes?

Cuidados pós-Criofrequência: o que recomendar aos seus pacientes?

Escrito em 19/12/2019
Equipe Body Health

Que os resultados da Criofrequência para redução de gordura localizada, flacidez (corporal e facial), rejuvenescimento da pele e celulite são excepcionais, todos que são da área conhecem muito bem. Mas, para que eles sejam ainda melhores e mais duradouros, alguns cuidados pós-Criofrequência devem ser recomendados ao paciente.

Após a avaliação personalizada, o profissional responsável pelo tratamento deve orientar o paciente sobre como será o tratamento e quais são os cuidados pós-Criofrequência. Logo abaixo falaremos sobre a importância de cada um deles.

6 cuidados pós-Criofrequência para potencializar os resultados

Os resultados da Criofrequência podem ser potencializados e durar muito mais tempo se alguns cuidados forem tomados após a aplicação. Veja só.

Manter uma alimentação balanceada

Adquirir ou manter hábitos saudáveis de alimentação é um cuidado pós-Criofrequência de extrema importância para manutenção dos resultados adquiridos com o tratamento. 

De nada adianta o paciente ter ótimos resultados se depois ele continuar ingerindo alimentos calóricos, gordurosos, ricos em açúcar e pobres em nutrientes. Isso fará com que haja um novo acúmulo de gordura localizada no corpo, anulando todo o resultado já alcançado.

A alimentação deve fornecer ao organismo todos os nutrientes necessários para seu bom funcionamento. Por isso, recomende a seu paciente o consumo de frutas, verduras, legumes, proteínas magras, cereais e, claro, evite o consumo de produtos industrializados ou ricos em açúcar e gordura.

Praticar atividade física

Praticar algum tipo de atividade física é muito importante no cuidado pós-Criofrequência, já que essa terapia promove a quebra da célula de gordura que se transforma em energia dispersa pelo corpo.

Incentive seu paciente a praticar atividade física, isso fará com que haja o gasto dessa energia, evitando que a mesma volte a se acumular em forma de gordura localizada.

Além disso, a prática de exercícios físicos ajuda a acelerar o metabolismo, o que faz com que as células de gordura e toxinas sejam eliminadas de forma mais rápida.

Importante: toda atividade física deve ser acompanhada por um profissional especializado!

Beber bastante líquido

Para um adulto, é aconselhável beber, no mínimo, 2 litros de água por dia para repor a quantidade de líquido que perdemos diariamente por meio da urina, transpiração e outras atividades que mantém as funções vitais.

Além disso, água é essencial para que o sistema linfático funcione adequadamente, colaborando para a eliminação mais rápida da gordura “destruída” pela Criofrequência.

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:
👉 O que é Criofrequencia e como funciona o tratamento que elimina definitivamente a flacidez e a gordura localizada
👉 Criofrequencia Facial: como funciona, protocolos e resultados
👉 Contraindicações da Criofrequência: para quais pacientes o procedimento não é indicado e por que?
👉 Como a Criofrequência e o HIFU podem ser grandes aliados para tratamentos de rejuvenescimento facial?

Criar novos hábitos

Se o seu paciente não possui nenhum dos hábitos citados acima a dica que você tem que dar a ele é: comece a mudar seus hábitos! Hábitos saudáveis e atividade física são bons não só nos cuidados pós-Criofrequência, mas interferem na qualidade de vida e saúde de forma geral.

Usar cinta modeladora

Esse acessório pode ser um grande aliado nos cuidados pós-Criofrequência, já que ajuda na compressão da área tratada e modela o corpo enquanto o organismo está reestruturando as células de gordura e o colágeno na região.

Além disso, a compressão incentiva a drenagem linfática, que acelera a eliminação dos adipócitos pelo fígado.

Procurar um apoio psicológico

A preocupação com o aspecto físico e com a aparência em alguns casos é excessiva, comprometendo a qualidade de vida e o psicológico do paciente.

O profissional responsável pela avaliação pré-tratamento deve ficar atento aos indícios de que o paciente precisa de apoio e, se for o caso, encaminhá-lo para profissionais especializados. 

Ficou com alguma dúvida? Mande uma mensagem para a gente. Uma de nossas consultoras poderá ajudá-lo!